Saturday, June 01, 2013

Revelando-se

Tentou mesmo perdoá-lo.Mas as terríveis lembranças a perseguiram por anos e anos.Então resolveu amargar no desafeto.E emoldurar todas as suas fotografias retirando os seus rostos.Ficaria mais leve não ter que rever os sorrisos que jurava serem verdadeiros.Os tantos beijos que tiveram sabores de eternidade.Olhares perdidos entre um outro clique.Todos descaracterizados por sua intervenção.Eram tantas juras de amor retratadas.Passeios a lugares maravilhosos.Cafés e doces compartilhados nas mesmas mesas.E as festas com músicas e danças registradas teriam apenas os corpos e seus traços sem identidades comprovadas.Anônimas lembranças.Repetidas doses de esquecimento.A dor não mais caberia em seus braços.E ela por fim poderia abraçar-se e perdoar-se por inteira.